qui. ago 18th, 2022
Como fazer um currículo em inglês

Como fazer um currículo em inglês

O cenário econômico do Brasil hoje não é dos mais favoráveis – e você provavelmente já percebeu isso. Essa realidade faz com que muitas pessoas procurem oportunidades fora do país, seja para um emprego temporário ou até algo mais perene, por mais tempo.

Entre esses países de destino, os que falam inglês estão super em alta, como Estados Unidos, Canadá e Austrália. Para ser bem-sucedido nessa aventura de morar em outro país, um passo é importantíssimo: um currículo.

Se você quer se preparar, então deve saber como criar o seu em inglês. Veja as dicas que levantei no artigo de hoje e não deixe de ler a postagem até o final.

Dê destaque apenas ao que é importante

Nos países de língua inglesa os currículos são conhecidos como resumé. Embora tenham o mesmo propósito, que é abrir oportunidades profissionais, eles têm peculiaridades. Para começar, eles não devem ser muito grandes.

Pense que os recrutadores recebem muitos deles e, na verdade, acabam não tendo tempo para ler todos eles. Alguns costumam negar, mas a maioria dos recrutadores apenas bate o olho apenas nas principais informações – separando as mais interessantes.

Então, nada melhor que focar nas informações mais relevantes, concorda? Por isso, seja objetivo, dê destaque ao que é mais importante e você terá mais chances de conquistar a vaga que quer.

Tome muito cuidado com a ortografia e regras gramaticais

Escrever um currículo pode não ser a tarefa mais fácil do mundo, ainda mais quando você está fazendo isso em uma segunda língua. Num currículo em inglês, os erros ortográficos queimam muito os candidatos, revelando falta de conhecimento ou de atenção do pretendente. Para não ser desclassificado por uma bobeira dessas, você deve ter mais atenção e ser cuidadoso.

Nesse caso, evite usar o tradutor automático do Google. É verdade que ele pode ser de grande ajuda em algumas situações, mas pode falhar na formação dos tempos verbais ou ainda fazer com que você caia em uma armadilha quando o assunto é a regra gramatical.

A melhor solução é pedir a ajuda a um nativo ou alguém que domine o idioma. Ele pode revisar o documento e deixá-lo prontinho para você! Assim você impressiona o recrutador e abre as portas para você.

Fale seu objetivo de cara

Um currículo bom é aquele que demonstra de cara o que você está procurando e querendo. Muitas pessoas ainda se recusam a serem específicas nesse nível, deixando o campo mais vago. Elas pensam que isso pode ajudar a conseguir mais oportunidades, pois “animariam” qualquer job, mas essa atitude mais fecha portas do que abre.

Ao fazer o seu currículo em inglês, siga este mesmo pensamento. Pense com a mente do recrutador: se ele vê o seu objetivo de forma clara, fica bem mais fácil perceber que você é uma pessoa determinada e que sabe o que quer. Além disso, você pode ser exatamente o que ele está procurando – tudo isso porque foi direto.

Invista em uma boa aparência

Como você já percebeu, a forma como seu currículo é apresentado pode fazer uma diferença e tanta na hora de conquistar uma vaga. Ter uma boa aparência, um layout diferente, pode transmitir um cuidado especial, além de organização e dedicação. Em um currículo em inglês isso não seria diferente.

Por isso, invista em uma qualidade melhor de papel (se for entregar presencialmente, claro). Se for enviar pelo e-mail, também pode investir em uma boa aparência e em subtítulos para organizar tudo. Essa é uma forma de chamar atenção e potencializar a chance de o recrutador fazer uma leitura mais minuciosa nas informações que você apresenta.

Use as expressões corretas

Assim como no Brasil, existem algumas expressões “chave” para criar um currículo em inglês. Algumas das mais comuns são: improve (melhorar), implement (implementar), develop (desenvolver) e perform (realizar). Elas podem – e devem – fazer parte do seu currículo.

Para arrasar ainda mais, você pode explorar palavras e expressões específicas da sua área, demonstrando um conhecimento maior da língua. Esse ponto é muito considerado!

Mantenha a estrutura correta

Veja a estrutura básica de um resumé e produza o seu:

RESUMÉ

Personal Information

Full name (Nome completo)
Address (Endereço)
Mobile (Celular)
E-mail

Objective (Objetivo)

Academic/Educational background (Formação educacional/acadêmica)

Professional background (Experiência profissional)

Languages and Computer skills (Idiomas e habilidades de computação)

Extracurricular activities (Cursos extracurriculares)

Other (Outros)

Assim como no Brasil, você pode compartilhar informações relevantes e que podem abrir portas para você.

Seguindo esses pontos, você consegue desenvolver um ótimo resumé e surpreender o recrutador. Acredite em mim: ter um currículo em inglês pode abrir as portas para muitas oportunidades – seja em multinacionais brasileiras ou em empresas de outros países. Não perca a chance de conquistar o emprego dos sonhos e faça o seu agora mesmo!

Para continuar aprendendo sobre o assunto, não deixe de ler sobre a possibilidade de falar inglês de forma fluente na sua entrevista de emprego. Te vejo por lá!

Compartilhe este artigo com seus amigos: